terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A Culpa é das Estrelas



"Sinopse
Apesar do milagre da medicina que fez diminuir o tumor que a atacara há alguns anos, Hazel nunca tinha conhecido outra situação que não a de doente terminal, sendo o capítulo final da sua vida parte integrante do seu diagnóstico. Mas com a chegada repentina ao Grupo de Apoio dos Miúdos com Cancro de uma atraente reviravolta de seu nome Augustus Waters, a história de Hazel vê-se agora prestes a ser completamente rescrita.

PERSPICAZ, ARROJADO, IRREVERENTE E CRU, A Culpa é das Estrelas é a obra mais ambiciosa e comovente que o premiado autor John Green nos apresentou até hoje, explorando de maneira brilhante a aventura divertida, empolgante e trágica que é estar-se vivo e apaixonado."


Nota:


Bom para começar a resenha eu queria deixar bem claro que a partir do momento que conhecemos John Green deixamos de ser as mesmas pessoa. Continuamos nos mas diferentes em aspectos de tudo há nossa volta terá uma maneira de interpretar diferente. Acho que devia existir um estilo literário só para nerds e eu tenho a derreara que já seria fiel seguidora.
Agora passemos ao que interessa
A culpa é das estrelas um romance fora do comum aos nossos olhos mas uma verdadeira lição de como devemos viver as nossas vidas independentemente do nosso estado. Não é spoiler nenhum afirmar que a história se desenrola em torno de Hazel Grace uma jovem que convive com uma doença, que me mudou a vida mas não a personalidade.

Adorei a extrema clareza do autor em torno do assunto, explicar todo o processo da doença é uma excelente maneira de abrir os olhos para o que está a nossa volta. Na história é nos possível ver outras personagens e os seus dramas. A simplicidade de um desenrolar de vidas que se misturam e se relacionam mediante as circunstancias.
Sem dúvida passei a ser fã do autor e aconselho a leitura.
O autor está a ser bastante comparado ao Nicolas Sparks mas eu acho que não é por aí, acho é verdade ele tem partido o meu coração mas a moral é tão mais clara e importante quanto o drama as últimas palavras de cada livro conseguem nos fazer abraçá-lo e agradecer pela excelente leitura proporcionada pelo cérebro magnífico de um Nerd.
"Nerd is the new black" diria eu.

Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 256
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892320946

2 comentários: